photo5107136639943157815

 

A expressão “fake news” (notícia falsa) se popularizou mundialmente e se tornou comum nas conversas cotidianas, em casa, no trabalho, no bar, na escola etc. A preocupação com seu impacto na política e na vida social tem mobilizado esforços no Brasil, na Colômbia, nos EUA, na Índia, na França, na Nigéria e em diversos países. Entretanto, essas duas palavras lidam mal com a complexidade de um problema maior que o simples julgamento sobre a verdade ou a falsidade de um conteúdo.

Sabendo disso, o Intervozes, que tem acompanhado a questão em uma perspectiva de defesa do direito à comunicação, produziu esta publicação para compartilhar alguns debates sobre o que consideramos ser a chave da questão: a desinformação.

Baixe o PDF